Como evitar queda de idosos

queda de idosos

Como evitar queda de idosos

As quedas são um dos principais problemas que acometem pessoas acima de 65 anos no Brasil. Elas também representam um grande risco de mortalidade nessa faixa etária, devido às complicações que podem decorrer do acidente.

Como principais causas das quedas dos idosos podemos destacar: perda ou diminuição da visão, enfraquecimento da musculatura, falta de equilíbrio, uso de medicamentos sedativos e as doenças degenerativas.

Como tratam-se de fatalidades, é difícil evitar queda de idosos a não ser através da prevenção como forma de diminuição dos riscos. Algumas atitudes simples podem ajudar, são elas:

  1. Diminuição de obstáculos, tais como, móveis, tapetes e objetos em geral;
  2. Piso antiderrapante;
  3. Melhoria da iluminação dos ambientes;
  4. Instalação de barras de apoio em ambientes como banheiros, quartos e corredores;
  5. Uso de calçados antiderrapantes;
  6. Uso de acessórios de apoio como andadores, bengalas e muletas.

Algumas atividades físicas que desenvolvem e fortalecem o sistema motor também podem ser uma excelente forma de prevenir a queda de idosos. O Tai Chi Chuan se destaca entre elas, com movimentos mais lentos e relaxantes, promovendo maior percepção e melhoria do equilíbrio.

Quando não é possível evitar a queda de idosos e ela acontece, os principais riscos para o idoso estão ligados à fratura de ossos como: fêmur, coluna e punho. Todos estes de recuperação lenta, passíveis de cirurgia e em muitos casos dependente de longos períodos de repouso absoluto como forma de tratamento. 

Este último se destaca por acarretar possíveis complicações ao paciente, como: depressão, medo de voltar a andar, diminuição significativa da capacidade de se movimentar e outros.

É importante que no caso de uma fatalidade a família esteja empenhada a não reforçar o medo no idoso de uma futura queda. Muitas vezes o fator psicológico é um dos maiores vilões e fator determinante para a não recuperação total do paciente. 

Incentivo a retomada das atividades diárias e revisão das atitudes tomadas para a prevenção das quedas de idosos são os maiores aliados na recuperação.

Thiago Urgel
X